Como se livrar das dívidas de cartões de crédito?

O cartão de crédito é um produto financeiro muito utilizado no Brasil. Atualmente cerca de 52 milhões de brasileiros possuem o dinheiro de plástico.

Publicidade

Quando utilizado com consciência, o cartão de crédito apresenta inúmeros benefícios, afinal ele possibilita que o consumidor faça compras com prazos estendidos de pagamento e parcelamentos.

Por outro lado, o cartão de crédito pode se tornar um problema se for mal administrado, o que resultará em altas dívidas. Se você está nessa situação, enfrentando o peso da dívida do cartão de crédito, você não está sozinho. Estudos mostram que 8 em cada 10 brasileiros possuem dívidas de cartão de crédito.

Publicidade

As razões para essa dívida podem variar de gastos excessivos, habilidades de gerenciamento de dinheiro insuficientes e situações de emergência. Mas, não importa a causa, para eliminar a dívida do cartão de crédito, você deve adotar uma abordagem proativa e prática.

Então, estamos aqui para te ajudar. Nesta matéria você vai conferir algumas etapas que você pode começar a seguir agora para se livrar da dívida do cartão de crédito, vamos ver quais são?

Limite a quantidade de cartões de crédito que você possui

Ter uma linha de crédito aberta aumenta sua pontuação de crédito se você mantiver o saldo baixo e efetuar os pagamentos em dia.



CARTÃO DE CRÉDITO
NUBANK
VER COMO SOLICITAR
* Você permanecerá no site!

E quanto mais tempo você tiver essa conta em dia, mais impacto positivo ela terá em sua pontuação.

Portanto, é recomendável que a maioria das pessoas tenha pelo menos um cartão de crédito.

Mas, além disso, é uma questão de preferência e necessidade pessoal. Quando se trata de quantos cartões de crédito você deve ter, há apenas uma regra testada e comprovada a seguir: tenha apenas quantos cartões de crédito você precisar. Algumas pessoas gostam de ter vários cartões de crédito, para que possam aproveitar os diferentes programas de recompensa.

Mas, para alguns, ter vários cartões de crédito pode aumentar a tentação de gastar mais do que ganham, e eles acham difícil gerenciar várias contas. Se você se encontrar nessa posição, é uma boa ideia definir um limite para você de um ou dois produtos. Além disso, carregar saldos em mais de dois cartões pode prejudicar sua pontuação de crédito ao longo do tempo.

 Criar um fundo de poupança de emergência

Ninguém quer que as emergências aconteçam, mas podem acontecer com qualquer pessoa a qualquer momento. É por isso que é importante planejar e se preparar com antecedência.

O que isso tem a ver com dívidas de cartão de crédito? Bem, sem um fundo de poupança de emergência, quando algo dá errado, é provável que você use o cartão de crédito para tudo.

E se você colocar despesas de emergência em um cartão de crédito porque não tem fundos para pagá-las imediatamente, talvez não consiga fazer seus pagamentos futuros a tempo. Isso pode significar acumular juros e taxas, o que pode, em última instância, colocar você em mais dívidas.

Este é um ciclo infeliz em que muitas pessoas se encontram durante uma emergência. É por isso que é uma boa ideia sentar e descobrir exatamente quanto dinheiro você pode colocar em um fundo de emergência cada vez que receber o pagamento.

Com este plano, você se sentirá consolado ao observar seu fundo crescer e, quando ocorrer uma emergência, terá menos probabilidade de se endividar ainda mais. Um saldo que corresponde a três meses de despesas, por exemplo, pode ser suficiente para cobrir eventualidades e dar uma margem de segurança.

Faça um plano para lidar com sua dívida

A dívida pode ser realmente avassaladora quando você olha para ela de uma vez. Mas dividir sua dívida em pedaços administráveis ​​e planejar como pagá-la torna mais fácil lidar com ela. E não há nada como a satisfação e o orgulho de ver sua dívida diminuir.

Existem muitas opções diferentes para lidar com sua dívida. Mas antes de dar qualquer passo, você precisa examinar todas as suas receitas e despesas. Se você ainda não tem um orçamento e uma maneira de controlar seus gastos, essa deverá ser sua primeira etapa.

Depois de fazer isso, você encontrará áreas onde talvez possa economizar dinheiro e gastar menos.

Assim que tiver dinheiro extra, você pode usá-lo para começar a pagar sua dívida. Além de empréstimos e consolidação, você pode adotar duas abordagens para lidar com a dívida.

O primeiro é chamado de Método Bola de Neve, no qual você paga seus saldos mais baixos primeiro. O segundo método é chamado de Método Avalanche, no qual você paga primeiro os seus saldos de juros mais altos.

Embora o Método Avalanche economize mais dinheiro no final, ele também geralmente significa obter mais dinheiro no início. Desta forma, o método bola de neve é a abordagem mais prática.

 Gaste menos para economizar mais

Mencionamos isso brevemente na última seção, mas vamos ver algumas maneiras específicas de gastar menos dinheiro. Lembre-se de que é importante monitorar seus gastos e receitas para obter uma representação mais precisa de para onde seu dinheiro está indo e onde você pode fazer ajustes:

  • Corte nos custos de contas mensais – Pagar um alto custo mensal pelo telefone, serviços públicos e outras contas necessárias pode ficar pesado para você. Procure tarifas promocionais ou negocie com seus provedores para reduzir suas contas mensais, se possível.
  • Pague menos juros no geral – uma alta taxa de juros se traduz em mais dinheiro gasto quando você paga os itens de alto valor. Mude para uma tabela de preços mais baixos e evite financiar qualquer coisa que levará muito tempo para pagar.
  • Corte pagamentos desnecessários – Verifique seu extrato bancário. Você pode encontrar cobranças recorrentes para coisas que não usa, como assinaturas ou taxas. Cancele-os e verifique seu próximo extrato para confirmar.
  • Muitas contas – Pagar suas contas com atraso pode prejudicar seu crédito, especialmente se você tiver o hábito de pagar após a data de vencimento. Configure deduções automáticas para pagar suas contas em dia e se manter no sinal verde.
  • Ajuste seus hábitos de consumo – as compras por impulso dão a você uma boa sensação quando você as faz, mas pagá-las mês após mês não é tão divertido. Planeje essas compras e pague-as em dinheiro em vez de financiar.

Essas etapas podem ser simples, mas implementá-las em sua vida cotidiana pode ser difícil. Para obter ajuda para planejar seu futuro financeiro, você pode contar com as diversas ferramentas que existem atualmente. Um exemplo disso são alguns aplicativos gratuitos que fornecem ferramentas para auxiliar em um controle financeiro.

Por fim, jamais perca a esperança e se ache perdido ou encurralado. Com um pouco de trabalho e comprometimento você consegue se livrar das dívidas de cartão de crédito, reorganizar sua vida financeira e utilizar esse produto da melhor maneira possível.

0

Aguarde um Momento